a política na vertente de cartaz de campanha

Buzz this

O Ovo de Colombo



Esta torre, que está a crescer como os míscaros que brotam da areia depois das primeiras chuvas do Outono, é uma intumescência que actualmente se ergue a partir do Centro Comercial Colombo.

Todos podemos constatar que estará perfeitamente enquadrada no meio envolvente e que jorra estética para cima da segunda circular.

O certo é que há-de ter tido licença camarária. Tanta sorte não teria eu se quisesse alterar uma janela na minha casa. Obviamente, as regras urbanística têm que se aplicar a alguém.


5 comments :

  1. Anónimo disse...
     

    monstruosidade belmirico-?

  2. Watchdog disse...
     

    Isto é a SONAE, meu amigo!

  3. Arrebenta disse...
     

    Caro Raposa Velha, ainda não tinha podido vir agradecer aqui o texto sobre o sucedido no "Vicentinas", mas viu-se, pela caixa de comentários, o que estava a acontecer, e o calibre de quem andava naquilo...

    Quanto à Torre, preocupa-me pouco: fazia parte do projecto inicial. Já foste à Expo, que pretendia devolver o rio aos cidadãos?... Isso, sim, como Telheiras, e quase tudo em Lisbo, é gravíssimo...

  4. Eva disse...
     

    Do que eu gosto mesmo é dos critérios e das argumentações para deixar ou não construir.
    E enquanto se mantiverem esses tipos de políticas casuísticas todos os abortos arquitectónicos são possíveis.
    Como é que é possível que com a desculpa de interesse público ou interesse regional se deixem construir em zonas de REN ou RAN os maiores absurdos, que de interesse só têm o económico para os construtores e financiadores.

  5. Alien David Sousa disse...
     

    Pois,mas tu és um zé-ninguém! Custa ouvir eu sei, mas no fundo tu também o sabes ;)

    kisses
    p.s eu quis alterar o tapete da porta da minha casa e foi uma trabalheira que nem te conto

Enviar um comentário