a política na vertente de cartaz de campanha

Buzz this

Democracia de camionista

Não posso concordar com esta democracia de camionista. Se a vida lhes está difícil, também para mim o está. Acaso estiveram eles a defender baixas de impostos e benefícios fiscais para toda a população? Não. Eles trataram do seu negócio, tendo obrigando à participação quem quis e quem não quis. E quando o negócio da camionagem der lucro novamente, vão os camionistas fazer bloqueios para exigir que lhes aumentem os impostos?! Lamento que mais uma vez que o Estado só exista para me levar dinheiro, já que para manter a ordem pública não serviu.

Sócrates diz que fez a aposta certa na gestão da crise dos transportes de mercadorias. Fez certamente a gestão que menos prejuízos eleitorais lhe causou. Nesse sentido, a gestão da crise foi-lhe certeira. De resto, tudo se resumiu a ceder à pressão sem parecer que estava a dar subsídios (está) e sem deixar os camionistas de mãos a abanar (não deixou).

Numa gestão comunicacional bem elaborada, bem melhor do que a gestão do conflito, ainda aproveitou para criar a antítese da imagem construída nos últimos três anos de mandato. O Homem que faz História, que tem Rumo e Soluções também tem Medo. Deve ter falado na TV sobre isto. Não vi mas até posso antever a comoção que invadiria a minha pessoa. A mesma que, no cálculo estratega, leve milhões de espectadores a pensar que há um homem como nós à frente do governo. Um homem que vê cada vez mais mês no fim do ordenado e que não tem um camião para bloquear a Segunda Circular até que o Estado lhe conceda umas benesses.

À conta dos impostos que o caro leitor e eu pagamos, o país pode continuar o seu rumo. Até ao próximo episódio.


2 comments :

  1. Felisberto Bezouro disse...
     

    "Se a vida lhes está difícil, também para mim o está. Acaso estiveram eles a defender baixas de impostos e benefícios fiscais para toda a população?"

    Quase que chorava ao ler isto!...

    É triste...

    Por acaso está à espera que lutem pelos seus direitos?! E viva a inocência...

    Caro amigo, aos menos lutam pelos seus próprios direitos. Se viu tudo isto como um atentado à ordem é só porque a ordem estabelecida o contenta, ou então, é a conformação...

    Fica a dúvida.

    (se não aceita a opinião, não é para admirar...)

  2. Raposa Velha disse...
     

    Caro Felisberto,
    Precisamente porque eles estão a tratar dos seus interesses é que eu não tenho que concordar nem apoiar. Especialmente quando isso me acarretará maior carga fiscal e quando a luta pelos seus interesses passa por cima dos direitos dos outros.

    Mas as opiniões são como as cuecas. Cada um tem a sua e alguns até têm várias. Não tenho que as aceitar nem recusar. Mas o Felisberto pôde exprimir sua, não pode? ;-)

Enviar um comentário