a política na vertente de cartaz de campanha

Buzz this

Vicissitudes dos faxes na educação

«O presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Miguel, foi surpreendido ao início da tarde com um fax do Ministério Público no qual era dado um prazo à autarquia para retirar o conteúdo sobre o computador Magalhães, que fazia parte do "Monumento", e onde apareciam mulheres nuas no ecrã do portátil. "Achamos que pela primeira vez após o 25 de Abril temos um acto de censura aos conteúdos do Carnaval de Torres", lamentou o responsável, em declarações à Antena 1.» no Público Online

Comprova-se. Há uma forte ligação entre faxes e o nosso sistema educativo. Primeiro foi a história do exame de inglês de Sócrates, e o fax enviado para a universidade. E agora foi por fax que a coqueluche educativa de Sócrates, o Magalhães, fica proibida de mostrar mamocas no Carnaval de Torres Vedras.

Ó senhores do Ministério Público, v.exas não têm mais nada que fazer? Como por exemplo trabalhar em processos que ficam parados anos? Que palermice.


nota: imagem do JN: Tribunal retira imagem do Magalhães no Carnaval de Torres Vedras


2 comments :

  1. João disse...
     

    De acordo com o presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, entrevistado ontem na SICN pelo Mário Crespo, a acção foi desencadeada por uma denúncia e a própria procuradora ficou embaraçada depois de ver a "prova do crime". O que impressiona é como o Ministério Público dá uma denúncia por adquirida e não a confirma. No mínimo, foi claramente manipulado por quem se sentiu incomodado pela sátira. Cada vez mais sinto que vivemos num país de faz-de-conta.

  2. Isabel Pedrosa Pires disse...
     

    Não o podemos despedir por Fax?

    Falta de paciência para os palhaços e este Circo em que vivemos.

    Os tribunais a brincar aos computadores pequeninos e com assuntos tão importantes metidos nas gavetas.

    O Botas ainda não morreu, Safa!

Enviar um comentário