a política na vertente de cartaz de campanha

Buzz this

Buzz = fórum conversação

Um buzz de António Teixeira:

Os "américas" andam com dúvidas sobre a utilização de portáteis nas salas da faculdade. Nós não hesitamos em dar um a putos de 6 anos, que mal sabem ler....

Wide Web of diversions gets laptops evicted from lecture halls - washingtonpost.com

Esta conversa tem a particularidade de já ter passado os 60 comentários, o que realça a diferença entre o Buzz e o Twitter, Facebook e outras redes sociais: o Buzz torna-se mais amigável para conversações offline, tipo fórum.

A Google encontrou assim o seu nicho, funcionando num modelo alternativo aos existes: Twitter = partilha de parangonas e links; Facebook = social online gaming (é isto que mais tenho visto no Facebook); Buzz = fórum de conversação.



7 comments :

  1. Cornéli@ disse...
     

    Bem me parecia que esta conversa no Buzz ia ficar na história... :-)

  2. Cornéli@ disse...
     

    Mas, obviamente que não concordo de todo, com as suas apreciações em relação ao Twitter e Facebook! Mas, absolutamente, de todo!

  3. João Alves disse...
     

    O que eu gostava de ter lido era porque é que a Cornélia não concorda.

  4. Fliscorno disse...
     

    Ora aí está a beleza das coisas, na discórdia :)

    Traduzi a minha experiência, que naturalmente será diferente da sua. O Facebook tenho usado para difusão de conteúdos deste blog e, sobretudo por falta de tempo, ainda não aprofundei as possibilidades da plataforma. Mas muito do que tenho visto tem sido por aí: social online gaming (Farmville, Mafia Wars, Gifts Sharing, ...).

    O Twitter aprecio muito, especialmente seguindo selectivamente certas pessoas, pois com um título e com um link acompanho o que se passa em certas áreas.

  5. Ramiro Marques disse...
     

    Jorge
    O buzz do António é, com certeza, o buzz escrito por um português que mais comentários colheu até agora.
    Concordo contigo: o nicho do Google Buzz está no fórum de conversação sem limite de caracteres e na possibilidade que ele encerra de ser um blogue visto que todos os nossos buzzes ficam, por ordem cronológica no nosso Google Profile.

  6. António disse...
     

    Viva a todos!
    Parece que, sem querer, criei um monstro. eh eh eh...
    Por acaso até concordo genericamente com a distinção que o Jorge faz das 3 redes sociais. (fartei-me de rir com as "parangonas" do Twitter...)

    O Buzz, como aponta o Ramiro, tem cumprido bem as funções do blogue que já tive. Com a diferença que não tinha comentários... O post no blogue exige visita (pull), no Buzz é ele que nos visita (push).

    Também aprecio o Twitter. Dá-me muitos links interessantes.
    O Facebook aborrece-me um pouco por causa das ovelhas, dos porcos e outros animais de quinta... ;-)

  7. Fliscorno disse...
     

    Esse Buzz vai de vento em poupa. Creio que estará a chegar ao ponto em que se alimenta a sim próprio LOL

Enviar um comentário