a política na vertente de cartaz de campanha

Buzz this

Manuel Pinho é um mentiroso



Ora aí está, mais um. Devem ser como as nódoas, caem todas no mesmo pano.

A cronologia:
Segunda-feira, 21-05-2007: sabe-se que a Delphi, multinacional de componentes automóveis, vai despedir em Portugal metade dos seus trabalhadores (500 deles).

Segunda-feira, 21-05-2007: Manuel Pinho, armado em defensor da empresa e fazendo o trabalho dela, vem dizer que em contrapartida a Delphi criará postos de trabalho em Castelo Branco.

Terça-feira, 22-05-2007: Sabe-se que afinal esses tais empregos já existem, afinal nenhum novo emprego será criado.

Quarta-feira, 23-05-2007: Hoje de manhã na Antena 1, ouvi Manuel Pinho dizer que não tinha dito que novos empregos serão criados. Como o jornalista não gostou de ficar com a fama de mentiroso, passou as duas declarações do ministro. Ficou claro que Manuel Pinho além de patético é também mentiroso.

A realidade
Na verdade, a Delphi quer desaparecer na totalidade da Europa, passando-se para os países onde a mão de obra constitui um custo residual. Assim produzirá mais barato, vendendo ao mesmo preço. Tudo graças a um grupo de inteligentes terem aberto as fronteiras na totalidade a países que pouco lhes importa que sejam crianças a trabalhar em idade escolar, que os adultos trabalhem 20 horas por dia, que não haja segurança social, etc, etc. Para calar as populações, a Comissão Europeia, encabeçada pelo Cherne Durão, prometeu subsídios. Não há uma parábola sobre isto, algo como não lhe dês dinheiro, ensina-o a pescar?

As frases e os links
Ouça o que o ministro disse
http://www.rr.pt/PopUpMedia.Aspx?&FileTypeId=1&FileId=322693&contentid=207830

http://www.rr.pt/informacaoDetalhe.aspx?AreaId=23&SubAreaId=54&ContentId=207850
Empresa deverá despedir até 20 mil trabalhadores

A multinacional deverá despedir entre 15 mil a 20 mil trabalhadores em toda a Europa, nos próximos dois a três anos.

Estes números foram avançados hoje em Sevilha pelo presidente da Federação Europeia dos Sindicatos da Indústria Metalúrgica durante o Congresso da Confederação Europeia dos Sindicatos.

“A longo prazo a Delphi está a planear sair completamente da Europa ocidental”, disse, acrescentando que esta empresa “é apenas uma das empresas fornecedoras que estão a reduzir. Temos visto outras grandes empresas a fazer o mesmo”.

O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, também já se pronunciou sobre os despedimentos da Delphi, disponibilizando o fundo social europeu para ajudar os trabalhadores da empresa, agora ameaçados com despedimento.
http://diarioeconomico.sapo.pt/edicion/diarioeconomico/nacional/empresas/pt/desarrollo/996668.html
O ministro da Economia, Manuel Pinho, revelou hoje em Bruxelas que a empresa Delphi vai criar postos de trabalho em Castelo Branco, minimizando assim o impacto do despedimento de 500 trabalhadores na Guarda.
Textos anteriores sobre a globalização
http://fliscorno.blogspot.com/search/label/globaliza%C3%A7%C3%A3o

A lição

Quando comprar produtos com etiqueta Made in PRC, Made in China, Made in Bangladesh, Made in what-ever-country-where-hiring-a-person-is-cheaper-than-a-bottle-of-cheap-wine, lembre-se que estará a contribuir, mesmo que indirectamente, para o nosso desemprego. A dificuldade consiste, já, em encontrar alternativas a estes produtos. Something to think about...