a política na vertente de cartaz de campanha

Buzz this

E o milagre aconteceu: Ota ou Alcochete?


Foto de *L - http://www.flickr.com/photos/luisa/sets/764585

"Eu não acredito muito em milagres", disse o nosso estimado Mário Lino, referindo-se à baixa possibilidade de aparecer outra solução para o futuro aeroporto.

Mas o milagre aconteceu. Em menos duma semana vimos uma localização - o campo de tiro de Alcochete - ser apresentada sem nunca o ter sido feito antes; vimos a CIP toda excitada com a proposta patrocinada por fontes que não pode divulgar (!!!); vimos o Governo dizer que afinal a Ota não é assim assunto tão decidido como na semana passada e que o LNEC tinha seis meses para estudar a opção Alcochete; ouvimos Mário Lino dizer que o Governo não tem nenhuma obsessão com a Ota.

Pois é, o milagre aconteceu e chama-se eleições para a Câmara Municipal de Lisboa. Hoje António Costa já veio dizer que a opção Alcochete é boa para Lisboa e, acreditando nas sondagens, António Costa precisa que o Governo lhe dê boas notícias! Seguramente que Alcochete é melhor notícia do que a Ota.

Mas, e aí é que está o verdadeiro cerne do milagre, esta nova localização tem poucas possibilidades de se transformar na escolha final. Os diversos projectos que foram apontados para o Alcochete acabaram - e bem - chumbados devido à Zona de Protecção Especial do Estuário do Tejo (protegida por legislação nacional e europeia) e a Reserva Natural do Estuário do Tejo (uma das dez zonas húmidas mais importantes da Europa). E o mesmo acontecerá com o projecto do aeroporto no Alcochete.

O verdadeiro milagre será o da ressurreição da opção Ota, depois de António Costa não ter embaraços com as eleições da CML, desaparecendo a ilusão de que a escolha seria Alcochete. O que acontecerá, claro, por causa dos "malandros" dos ecologistas chumbarão essa "excelente" opção. Grande truque, ein?! Alguém quer aceitar apostas? Vale um fino em como este será o desenrolar dos acontecimentos.

Para mim, continuo a achar que não são as obras públicas que desenvolvem o país. O nosso PM gosta tanto dos países nórdicos, portanto vale a questão: qual foi a caminho seguido pela Irlanda? Betão ou educação?

Sobre a atitude do PSD: primeiro dizia que o governo estava teimoso com a Ota e agora diz que está a recuar. Caramba!, mas esta gente merece credibilidade alguma?!


7 comments :

  1. Anónimo disse...
     

    Vou apostar consigo...
    Será que os seus "super skills" políticos se irão revelar como verdades futuras ???
    E o milagre ??? e a pressão jornalística,técnica,social mais a eminência do apupo,não contam...Ou só a maeutica da coisa é que se altera? Diga lá de sua justiça?Quere mesmo é uma loira ou uma boémia?

  2. Anónimo disse...
     

    Eu adoro lê-lo...

  3. Luisa disse...
     

    o campo de tiro já não era grande coisa. depois veio a ponte.o freeport. a construção desenfreada. agora um aeroporto? pobre reserva.
    espero que os "ecologistas" tenham oportunidade de se fazer ouvir.
    pobres dos nossos netos

    (a foto: assim com link, tudo bem)

  4. Raposa Velha disse...
     

    anónino: quando passar por Coimbra logo se vê ;)

    anónimo: volte sempre

    luisa: vamos ver como correm as coisas; de novo: parabéns pelas excelentes fotos!

  5. pita-cega disse...
     

    Eu também já apostei, lá na minha "chafarica", que Alcochete é fogo de vista. Em relação aos ambientalista que se manifestam tão preocupados com os sobreiros, não sei se eles sabem que sobreiros são árvores e como tal se forem plantados mais ao lado crescem e fazem-se "homenzinhos". Portanto, se por cada sobreiro cortado se plantarem dois ou três, ficamos com o problema resolvido e sobra a reserva do estuário do Tejo para entravar a obra. Ora a reserva do estuário do Tejo, quanto a mim, que conheço o local quase como a palma da minha mão, é de certeza mais afectada pelos automóveis dos "ambientalistas" que se passeiam de automóvel pelo local (já ninguém gosta de passear a pé) do que pelos aviões que vão, como é norma, aterrar e descolar no sentido dos ventos dominantes (Norte/Sul – Sul/Norte). A dita reserva situa-se a oeste e quase tão longe do campo de tiro de Alcochete como do aeroporto da Portela.
    Claro que se devem pesar bem os prós e os contras, até porque o planeta não está em condições de suportar muitos mais erros. Mas quer-me parecer que há muita gente na "Quercus" que nunca viu um sobreiro.
    A propósito: de que é que vivem estas instituições?

  6. Raposa Velha disse...
     

    pita-cega: excelente texto que aqui deixaste. Aos curiosos, "chafarica" está em link.

    Admito, desconheço as implicações ambientais dum aeroporto em Alcochete. Mas se projectos menores foram chumbados por "razões ecologistas", então o PS está farto de saber que este projecto não passará. Que chatice, sobrará a Ota...

  7. BBird disse...
     

    Parabens. Espero que não aconteça embora ache que tem razao. o que é pena e que ambientalmente alcohete e muito melhor. basta ver a localizacao pe no google maps,ao lado de lisboa, com o rio, para se perceber que esse e verdadeiramente o aeroporto de lisboa. pode-se vir de barco em pouco tempo, e pela ponte vasco da gama num apice. veremos.

Enviar um comentário