a política na vertente de cartaz de campanha

Buzz this

Morreu Luciano Pavarotti

Morreu Luciano Pavarotti, paz à sua alma.

Da sumária atenção que dispensei às notícias sobre este assunto, notei o endeusamento musical com que foi caracterizado um dos expoentes máximos daquilo a que chamo o pimba da música clássica. "Desculpe, disse pimba da música clássica?" Sim, foi isso mesmo. Se hoje um Emanuel enche o Pavilhão Gimnodesportivo de Alguidares de Baixo com os seus sucessos libidinosamente coreografados, há algumas décadas a trás, tantas que chegam até por vezes a somar séculos, os espaços equivalentes de então eram preenchidos com óperas cujas árias entravam bem no ouvido, tal como hoje acontece com o "E elas pimba". Há obras dessas - as óperas - com considerável interesse, outras nem tanto, tal como em qualquer género musical. Não é, pois, à ópera na totalidade, como obra, que chamo de pimba clássico mas sim à atitude de construir um repertório baseado nas árias facilmente reconhecíveis pelo público, cançonetas ornamentadas por orquestras com centenas de músicos para encher a vista, à semelhança das curvas das dançarinas dos Emaueis da actualidade.

Rigoletto (G. Verdi), Carmen (G. Bizet), Le Nozze di Figaro (W. A. Mozart), Il barbière di Siviglia (G. Rossini) - ou deverei antes dizer La donna é mobile, Voi che sapete che cosa è amor, Una voce poco fà? - são parte inevitável desses Grande Corcerto no Estádio de Alvalade com a Orquestra Sinfónica do Cazaquistão e o Coro de Pakruojis. O equivalente musical das lojas dos 300: elevadas especificações, preços baixos e produto à altura do preço. Fale-se em grande produção de "música clássica" e lá estão os respectivos pimbas, óperas ou não. As Quatro Estações e um certo Mozart ou um certo Beethoven, por exemplo, têm sempre lugar.

Pavarotti foi um dos reis deste pimba clássico. O rei está morto, viva o rei. The show must go on.


4 comments :

  1. Alien David Sousa disse...
     

    Raposa, achei interessante a tua visão. Mesmo. Pimba...hmmmm há mais muito mais ...tens de dar uma vista de olhos por algo que descobri.

    http://oprazerdainsolencia.blogspot.com/

    Ele descobriu toda a verdade. ;)

    Saudações alienígenas

  2. João Rato disse...
     

    não percebo nada de ópera nem de operações mas o homem tinha uma voz que vai ecoar mais uns anos pelo planeta!
    um abraço e, boas férias?!

  3. Raposa Velha disse...
     

    É isso, Alien, a verdade anda por aí ;)

  4. Raposa Velha disse...
     

    João, as férias esgotaram-se e até dava jeito passar pela BP para atestar. "Oh migo, ponha aí 5 contos delas". Mas agora é tudo self-service e ao preço que está o fuel... nem dava para chegar ao ALL-grave.

Enviar um comentário