a política na vertente de cartaz de campanha

Buzz this

Blogs a abater

blog: public enemy


gracinhas anteriores


Alguns factos:
  • os blogs A Educação do meu Umbigo e Ensinar na Escola publicaram dados sobre o montante dos subsídios que o ME tem atribuído à CONFAP (algo como 116.733,25 € em 2006/2007);

  • ambos elaboram opiniões baseadas nesses dados;

  • Albino Almeida, presidente da CONFAP, não desmentiu esses dados mas pretende processar judicialmente os autores destes blogs.
Por outro lado:
  • os relatórios de contas que encontrei no site da CONFAP apresentam um breve sumário que, sinceramente, não me permitiu perceber o destino dado ao dinheiro nem quanto receberam de quotas (afinal de contas, são uma associação, certo?):

    - relatório de actividades 2005/2006 da CONFAP: documento de 9 páginas, sendo duas as destinadas às contas;

    - relatório de actividades 2004/2005 da CONFAP: documento de 1 página, havendo outro documento de quatro páginas sobre a actividade desenvolvida;

    - outros relatórios de contas mais recentes não encontrei no site (link). Aviso à navegação (leia-se CONFAP): isto não significa que eles não existam, claro!

  • acho legitimo questionar a relação de independência entre quaisquer duas entidades quando uma entra com dinheiro para subsídios e a outra emite pareceres sobre as políticas da primeira;

  • é notória a colagem de argumentos entre a CONFAP e o ME. A única (quase) discórdia que notei foi sobre as declarações de Jorge Pedreira relativas à distribuição abundante de preservativos nas escolas.
Entretanto, o blog Ensinar na Escola resolveu remover o post que incomodou Albino Almeida.

É de realçar que Paulo Guinote, autor do blog «A Educação do Meu Umbigo», de forma alguma fundamenta os seus pontos de vista no sentido que levassem Albino Almeida dizer acreditar que esta campanha tem interesses “político-partidários”, considerando que “os seus autores estão unicamente interessados na desestabilização social do país”.

Uma coisa é certa, a blogosfera chateia muita gente. Não tem telefone do director nem contrato salarial para ser renovado.


6 comments :

  1. Zé Povinho disse...
     

    Há quem pretenda calar as vozes incómodas, mas aparecem sempre mais. Estranhamente muitos dos que se dizem ofendidos nunca apresentam as provas irrefutáveis para rebater a ofensa, partem logo para a ameaça como se isso esclarecesse alguma coisa. Cheira-me demasiado a um passado que não gostava que se repetisse, mas que...
    Abraço do Zé

  2. Alguem... disse...
      Este comentário foi removido pelo autor.
  3. Alguem... disse...
     

    URGE UM NOVO 25 DE ABRIL! LIBERDADE DE EXPRESSÃO JÁ!!
    TALVEZ O DIA 8 DE MARÇO SEJA UM!!!

  4. zedeportugal disse...
     

    Só se incomoda com verdade aquele que mente. ;)

  5. Eva disse...
     

    O Ensinar na Escola agora é só aberto a leitores convidados?
    :-O
    O medo impera realmente neste país!
    Não consigo perceber o pânico que a palavra "processo" e suas derivadas causam nas pessoas.
    Será que processo está para os adultos como papão para as criancinhas?

  6. Raposa Velha disse...
     

    É verdade, Eva, o bog em causa fechou. Mas repara, há uma distinção nestas coisas de processos: alguns têm que os pagar do próprio bolso ;-)

    Podes encontrar o texto que chateou a CONFAP aqui: link

Enviar um comentário