a política na vertente de cartaz de campanha

Buzz this

Solar para todos os primeiros 61 mil (3)



Como se pode ver na presente imagem, este é o 3º mail que mando para os Ministério da Economia e Ministério das Finanças para saber uma informação que o governo, como meu representante, tem obrigação de me dar.

Este email é a propósito da campanha em curso com o título "É para todos" e, resumindo, está em causa:
  1. a campanha diz que é solar para todos mas na verdade é para as primeiras 61 mil instalações (detalhes);
  2. face ao ponto 1, a medida abrange 1.83% da população (detalhes);
  3. o investimento em marketing é enorme, já que a campanha já havia começado bem antes das europeias;
  4. Falam de «benefícios fiscais de 30% do custo do investimento em sede de IRS com máximo de €796». Acontece que estes «este benefício é cumulativo com outros benefícios que o cliente tenha (ex. crédito habitação)». Logo, que estiver a pagar a casa a crédito não terá uma unha de benefício fiscal, pois a prestação da casa esgotará o plafond deste item (detalhes).

Ora eu gostava mesmo de saber quanto custa esta campanha que abrangerá apenas 1.83% da população. Se por acaso também tiver curiosidade, convido-o a também questionar estes dois ministérios. Os emails são gmei@mei.gov.pt e gab.mf@mf.gov.pt

Afinal de contas, não tem o meu representante obrigação de prestar contas do que faz?

Os textos desta temática estão marcados com a etiqueta Painéis Solares


2 comments :

  1. Mairde Nuboske disse...
     

    Para os primeiros 61 mil quê?
    Parvos?

  2. Fliscorno disse...
     

    A questão, para mim, não é essa mas sim a vertente de propaganda da iniciativa.

Enviar um comentário